CENTRAL DE ATENDIMENTO: (21) 3237-9200  |  CONTATO@IBOL.COM.BR  |  INTRANET  |  INÍCIO  |  

IBOL - Instituto Brasileiro de Oftalmologia

Doenças incomuns que afetam a visão

Fechar o diagnóstico de uma alteração oftalmológica pode ser um desafio, principalmente quando se trata de uma doença de baixa incidência. Sem dúvida a experiência clínica do médico, em conjunto com os equipamentos tecnológicos apropriados, torna esta tarefa mais fácil.

Na última reunião científica do IBOL, Dr. Remo Turchetti Moraes trouxe dois casos clínicos para discussão com os médicos da instituição, que exemplificam isso – uma doença retiniana infrequente cujo diagnóstico foi suspeitado clinicamente e confirmado com os recursos tecnológicos mais avançados da instituição.

Casos de telangiectasia macular (MacTel), do tipo I e II, foram detalhados e discutidos pelo corpo clínico. Trata-se de uma doença dos vasos sanguíneos que afeta a região central da retina (mácula), causando diminuição da visão central. Embora o tratamento curativo para a doença ainda não exista, é importante fazer o diagnóstico precoce.

O monitoramento sistemático do paciente é fundamental para detectar possíveis complicações retinianas secundárias que, muitas vezes, podem e devem ser tratadas.

 

Nas reuniões científicas do IBOL, os casos clínicos, novos equipamentos para diagnóstico e tratamentos mais modernos são alguns dos tópicos que atraem e reúnem o corpo de especialistas em oftalmologia.


© 2018 IBOL - A cópia deste conteúdo está autorizada, desde que citada a fonte.