CENTRAL DE ATENDIMENTO: (21) 3237-9200  |  CONTATO@IBOL.COM.BR  |  INTRANET  |  INÍCIO  |  

IBOL - Instituto Brasileiro de Oftalmologia

Novas funcionalidades para equipamentos tradicionais

 
Imagens precisas de alterações provocadas por patologias da córnea, no pré e pós-operatório e que ajudam a documentar de forma individualizada cada caso foram apresentadas pela Dra. Tatiana Klejnberg, na reunião científica do IBOL, realizada em janeiro. 

Dra. Tatiana mostrou o potencial do equipamento de Tomografia de Coerência Óptica, mais conhecido por OCT, nas patologias da córnea.

 Muito utilizado para estudar as estruturas da retina, o OCT, segundo ela, pode ter um potencial bem mais amplo. Avaliação do glaucoma, tumores de íris, traumas com instrumentos cortantes, implantes de lentes, detecção precoce de ceratocone, casos de opacidade corneana, entre outros, o OCT é um equipamento que pode ser utilizado tanto no pós-operatório como em um pré-operatório, por exemplo, na elaboração de mapa epitelial. 

 Segundo ela, o equipamento contribui para um exame rápido, indolor, de não contato, que fornece informações tanto qualitativas quanto quantitativas em relação às lesões de segmento anterior, se destacando de forma promissora na documentação e diagnóstico de patologias dessa região do olho. 

 Com essa tecnologia, os médicos têm a sua disposição possibilidades variadas de cortes para observação e, com isso, alcançam um diagnóstico mais preciso para a tomada de decisão sobre a terapêutica mais adequada para cada paciente.


© 2019 IBOL - A cópia deste conteúdo está autorizada, desde que citada a fonte.