CENTRAL DE ATENDIMENTO: (21) 3237-9200  |  CONTATO@IBOL.COM.BR  |  INTRANET  |  INÍCIO  |  

IBOL - Instituto Brasileiro de Oftalmologia

Acreditação contra riscos

Qual é o maior risco: fazer uma escalada durante 25 horas ou entrar num hospital e sofrer um evento adverso? Quem escolheu a segunda opção acertou, segundo o médico William Nascimento Viana, chefe do setor de terapia intensiva do Hospital Copa D’Or. Viana foi o convidado da reunião científica do IBOL no mês de junho e falou sobre como o processo e o selo de acreditação podem melhorar os cuidados com os pacientes.

Na busca pela maior qualidade e menor risco nos serviços oftalmológicos prestados em suas unidades, o IBOL iniciou há dois meses um trabalho que envolve todo o seu corpo de médicos e funcionários para a acreditação junto à Organização Nacional de Acreditação (ONA). O processo para obtenção de um selo ONA é voluntário, periódico e reservado e tem previsão de término após um ano e meio – período no qual as instituições buscam atender a critérios de segurança, incluindo desde aspectos estruturais até procedimentos de gestão.

Segundo Viana, manter o selo num período de médio e de longo prazo é um grande desafio e apenas cerca de 400 instituições brasileiras de saúde possuem esse selo. A acreditação, explicou, é um processo contínuo de aprimoramento desde a entrada dos pacientes e seus acompanhantes com a correta identificação no serviço de saúde até a sua alta, passando pelo atendimento, consultas, exames, por uma comunicação adequada, o correto funcionamento da farmácia e até detalhes da limpeza. Tudo é avaliado pelos consultores e as instituições devem apresentar soluções definitivas com protocolos estabelecidos para atividades e/ou problemas corriqueiros.

 


© 2017 IBOL - A cópia deste conteúdo está autorizada, desde que citada a fonte.