CENTRAL DE ATENDIMENTO: (21) 3237-9200  |  CONTATO@IBOL.COM.BR  |  INTRANET  |  INÍCIO  |  

IBOL - Instituto Brasileiro de Oftalmologia

Lentes de contato: maioria pode usar e nem sabe

Segundo pesquisa do IBGE, 35 milhões de brasileiros, ou quase 20% da população, sofrem de algum problema de visão. Grande parte usa óculos, mas também poderia usar lentes de contato. Esses indivíduos nem têm consciência dessa possibilidade de substituir os óculos pelas lentes.

Para falar sobre esse assunto, a Dra. Marisa Florence, do IBOL, foi a convidada da reunião científica realizada no IBOL em maio de 2018. Segundo ela, nem 10% dos pacientes do IBOL usam lentes de contato. Florence abordou os diferentes tipos de lentes para cada caso e a importância da consulta oftalmológica e dos exames complementares para avaliação do problema de refração, da córnea e a indicação adequada da lente.

Os exames de topografia dos olhos e a interpretação dos resutaldos são fundamentais, segundo ela, para a melhor indicação. Ela contou aos participantes casos clínicos de usuários que decidem comprar suas lentes direto em óticas ou na internet e depois chegam com queixas de visão ruim.

De acordo com Florence, a príncípio, todo paciente pode usar lente. “É muito raro um paciente que não pode usar lentes. A não ser aqueles com patologias de superfície ocular”.

Para os casos de miopia, astigmatismo, hipermetropia há diferentes lentes de contato como gelatinosa, rígida e tórica, esta corrige os problemas de astigmatismo. Para saber se você pode usar lentes de contato e como se adaptar, só após uma consulta.

Ficou curioso? Marque uma consulta com um oftalmologista especializado em lentes de contato.


© 2018 IBOL - A cópia deste conteúdo está autorizada, desde que citada a fonte.